Carro híbrido na estrada

Carros híbridos: o que são, tipos e vantagens associadas

Ekonomista
Por Ekonomista 15 Julho 2020  •  7 Minutos
Carro híbrido na estrada

Com vantagens económicas para si e ambientais para todos, há diferentes carros híbridos que se adequam às suas necessidades. Descubra tudo neste artigo.

 

Os carros híbridos são automóveis que têm na sua constituição mecânica dois tipos de motores: um a combustão (diesel ou gasolina) e um elétrico.

 

Os automóveis híbridos estão presentes no mercado português já há alguns anos. No entanto, as primeiras versões lançadas evoluíram e hoje existe uma oferta mais diversificada e completa de acordo com as necessidades de cada condutor.

 

Atualmente, existem três tipos de tecnologias de híbridos: híbridos “convencionais”, híbridos plug-in e os mild-hybrid.

 

A aquisição deste tipo de carro apresenta benefícios económicos para os proprietários, sejam eles singulares ou coletivos, tais como: reduções do IUC, ISV, menor consumo de combustíveis e outros.

 

Para além dos benefícios económicos, também apresentam vantagens ambientais, onde se destaca o menor número de emissões de gases poluentes.

 

As tecnologias híbridas adequam-se a vários perfis de condutores que variam de acordo com alguns fatores, tais como: custo do veículo, tipo de tecnologia, custos com combustíveis, possibilidade de carregar externamente e outros.

 

De seguida, exploram-se as diferentes tecnologias híbridas, as suas diferenças, vantagens económicas e ambientais, bem como a que perfil de condutor se destinam.

 

3 tipos de carros híbridos

 

1.  Híbridos “convencionais” ou Full Hybrid

 

Esta tecnologia foi a primeira a ser lançada e apresentada ao mundo. É a tecnologia mais “antiga” no que a este tipo de automóveis diz respeito.

 

Podemos chamar a este tipo de híbridos (Hybrid Electric Vehicle) os híbridos “convencionais” por terem sido os primeiros a ser lançados.

Na sua construção estes automóveis contam com um motor elétrico e um convencional. Porém, é necessário realçar que este motor elétrico só é carregado quando o motor a combustão se encontra a funcionar.

 

Na prática isto quer dizer que os motores elétricos não podem ser carregados através de uma fonte externa, mais propriamente, da corrente elétrica.

 

A principal funcionalidade do motor elétrico é fazer um trabalho de suporte ao motor tradicional e nunca um trabalho autónomo. Assim, pode-se reduzir o consumo de combustível e, consequentemente, reduzir as emissões de gases poluentes.

 

2. Híbridos plug-in

 

Tal como os híbridos convencionais, os plug-in (Plug-In Hybrid Electric Vehicle) também são constituídos por dois motores: um elétrico e um de combustão.

 

Podem parecer iguais, mas não são. Há duas diferenças significativas que distinguem estes tipos de tecnologia.

 

A primeira é que este motor elétrico pode funcionar autonomamente, ou seja, o motor elétrico não precisa imperativamente do motor a combustão para realizar a sua função.

 

A segunda diferença é que este motor pode ser alimentado externamente, ou seja, através de um carregador pode fornecer-lhe energia e consequentemente autonomia, como é o caso do Ioniq PHEV.

 

Ioniq Plug-In Híbrido na estrada

 

A autonomia desta tecnologia em modo 100% elétrico, quando comparada com os totalmente elétricos, é reduzida. Em média, este tipo de veículo tem capacidade para percorrer 50 quilómetros sem recorrer ao motor a combustão.

 

No entanto, e tal como os elétricos, a energia da sua bateria é regenerada em momentos de travagem ou desaceleração. Obviamente, esta percentagem é residual, mas que lhe permite poupar em momentos estratégicos.

 

Esta tecnologia é adequada para quem faz percursos pequenos e preferencialmente citadinos. Assim, consegue reduzir ou mesmo anular o consumo de combustível e gases poluentes.

 

3. Mild-hybrid

 

Por último, existem os MHEV – Mild-Hybrid Electric Vehicles. Há quem lhes chame micro -híbridos porque o motor elétrico ocupa um espaço bastante inferior quando comparado com as restantes tecnologias híbridas.

 

Esta tecnologia representa mais uma alternativa para eletrificar os veículos atualmente. Para as fabricantes este sistema representa menores custos e alterações inferiores e mais simples à estrutura do carro “tradicional”.

 

Para ser considerado uma tecnologia híbrida, este sistema também está equipado com motor de combustão e motor elétrico de 48V.

A baixas velocidades, ou quando parado, o motor tradicional pode desligar-se porque tem como suporte este motor elétrico que funciona como um gerador de 48V.

 

Os MHEV, tal como os híbridos convencionais, e ao contrário dos híbridos plug-in, não podem ser carregados através de um carregador externo.

 

O funcionamento desta tecnologia é parecido com a dos híbridos plug-in, com a principal diferença que os mild-hybrid não podem circular sem o motor a combustão estar a funcionar.

 

Comparação entre as tecnologias híbridas

 

 

 Tecnologia  Tipo de motor  Motor elétrico autónomo    Carregamento externo  
 Híbrido “convencional”  Motor a combustão + motor elétrico  Não  Não
 Híbrido Plug-in  Motor a combustão + motor elétrico  Sim  Sim
 Mild Hybrid  Motor a combustão + motor elétrico (48V)  Não  Não

 

Vantagens económicas

 

A primeira vantagem económica aplica-se a qualquer versão híbrida: a redução de custos com combustíveis. Obviamente, que a redução irá ser maior ou menor de acordo com o modelo de carro e a tecnologia escolhida.

 

Depois, há ainda outros benefícios que estão relacionados com o facto de os carros híbridos serem considerados carros ecológicos. Como tal, encontram-se elegíveis para algumas das medidas do programa da fiscalidade verde.

 

 

De forma resumida, este programa está relacionado com o setor automóvel de forma direta, na medida em que beneficia o uso de automóveis amigos do ambiente e penaliza o uso de carros mais poluentes.

 

São vários os incentivos existentes para a aquisição deste tipo de carro, tanto para pessoas singulares como coletivas (empresas).

 

Há diferentes apoios para as diferentes tecnologias híbridas, isto porque nem todas conseguem funcionar num modo 100% elétrico – livre de emissões. Como tal, na próxima lista, irá ser notório que neste aspeto os híbridos plug-in têm mais vantagens e incentivos.

 

Motor de um carro híbrido

 

1. Redução do Imposto Único de Circulação

 

Os veículos híbridos plug-in têm uma redução no valor do Imposto Único de Circulação, desde que tenham uma autonomia mínima, no modo elétrico, de 25 quilómetros.

 

Neste campo, os restantes sistemas híbridos não usufruem de qualquer benefício.

 

2. Isenção e redução do Imposto Sobre Veículos

 

Os veículos híbridos plug-in beneficiam de uma redução neste imposto na ordem dos 75%, desde que tenham uma autonomia mínima em modo 100% elétrico de, pelo menos, 25 quilómetros.

 

As restantes tecnologias híbridas aqui também usufruem de uma redução neste imposto. Como a emissão de gases poluentes é inferior, o valor do imposto também o vai ser.

 

3. Dedução do IVA

 

Este é uma vantagem exclusiva para as empresas. O IVA é totalmente dedutível na aquisição de um veículo híbrido plug-in com um preço de venda máximo de até 50.000€.

 

As outras tecnologias híbridas não usufruem de qualquer benefício, uma vez que não funcionam num modo 100% elétrico.

 

4. Depreciações

 

Ainda exclusivamente para as empresas, as depreciações dos veículos ligeiros também poderão ser contabilizadas e aceites como gastos, mas apenas para veículos plug-in ou 100% elétricos.

 

Para isso, tal como referido anteriormente, o preço do carro híbrido plug-in não deverá exceder os 50.000€.

 

5. Dedução do IVA nos custos com a eletricidade

 

Por último e também para as empresas, o Orçamento de Estado para o ano de 2020 prevê a dedução do IVA nos custos com a eletricidade utilizada no carregamento dos veículos elétricos ou híbridos plug-in.

 

Vantagens ambientais

 

Este ponto é, provavelmente, o que será compreendido mais facilmente. As vantagens são demonstradas com maior facilidade e objetividade.

 

Qualquer umas das tecnologias híbridas tem como objetivos principais: baixar as emissões de gases poluentes e o consumo de combustível. Estes objetivos estão diretamente relacionados entre si.

 

A redução do consumo de combustível permite reduzir a emissão de gases poluentes, e permite ainda abrandar o consumo de recursos naturais não renováveis (combustíveis fósseis).

 

Através da redução de emissão gases poluentes, também é possível reduzir a degradação da camada de ozono.

 

Estes são os benefícios diretos associados a este tipo de veículos. Depois, há outras vantagens associadas, como por exemplo:

 

      • preservação de habitats naturais dos seres vivos;
      • preservação geral do meio ambiente;
      • redução de CO2 na atmosfera;
      • redução de problemas respiratórios;
      • redução das chuvas ácidas.

 

Estes são apenas alguns dos impactos positivos que este tipo de veículo tem no meio ambiente e dos quais todos nós usufruímos.

 

Carro híbrido na estrada

 

Perfil de cliente

 

No geral, os vários tipos de veículos híbridos são uma alternativa para quem procura soluções mais ecológicas e económicas a nível de consumo de combustível.

 

Como referido anteriormente, o Estado concede algumas regalias a quem adquire este tipo de veículos, sejam eles proprietários singulares ou coletivos (empresas).

 

Uma vez que estamos a falar de automóveis híbridos, todas as variantes são constituídas por um motor tradicional convencional (combustão) e um motor elétrico. Como tal, irá ter sempre, com facilidade e rapidez, autonomia para se deslocar.

 

Tendo estes fatores em conta, podemos dizer que, de forma geral, existem três perfis de utilizadores que variam de acordo com a tecnologia adotada, preço e vantagens económicas associadas. São eles:

 

– híbridos convencionais: pessoas ou empresas que procuram um carro mais ecológico e com consumos de combustíveis inferiores do que os convencionais. Para estes, o funcionamento em modo 100% elétrico não é relevante ou não compensa o investimento superior necessário;

 

– híbridos plug-in: pessoas ou empresas que procuram um carro mais ecológico e com consumos de combustíveis inferiores do que os tradicionais. Para estes o funcionamento em modo 100% elétrico (com carregador externo) pode ser relevante porque pode ser suficiente para o seu quotidiano (ex: pessoas que vivam em cidades e façam 10 a 20 km diários) ou porque pretendem usufruir de um maior número de benefícios fiscais (principalmente empresas);

 

– mild-hybrid: pessoas ou empresas que procuram um carro mais ecológico e com consumos de combustíveis inferiores do que os convencionais. Estes são uma boa alternativa aos restantes porque o seu custo de aquisição é inferior.

 

Esta “classificação” não se aplica a todos os utilizadores, há sempre exceções. Para fazer a escolha certa deverá fazer uma pesquisa exaustiva e ter em conta vários fatores, tais como:

 

  • custo inicial do automóvel
  • custos de combustível
  • custos de manutenção
  • benefícios associados
  • desvalorização do automóvel com o tempo
  • distância que percorre diariamente e anualmente
  • impacto ambiental do automóvel

 

Após analisar estes aspetos, e de acordo com a importância que eles têm para si, deve escolher o seu novo automóvel.

 

Poderá utilizar o simulador de tecnologias para perceber qual o carro ideal tendo em conta a sua rotina diária.

Tecnologia associada

Carros Híbridos Os motores elétrico e de combustão trabalham em conjunto para maior performance.
Ekonomista
Ekonomista O Ekonomista é um publisher de referência nacional com expertise editorial na área de Motores. Como parceiros da Blue Academy, a nossa missão é descomplicar os temas relacionados com a eco mobilidade.
dois carros híbridos estacionados

Hyundai IONIQ PHEV: um dos melhores híbridos plug-in

Por Ekonomista
suv híbrido tucson da hyundai estacionado na rua

SUVs Híbridos 2020: modelos para todos os gostos

Por Ekonomista
Indicação de plug-in num veículo híbrido

Híbridos plug-in: o que são, características e principais vantagens

Por Ekonomista
Aparelho wallbox a carregar um veículo elétrico

EDP ajuda empresas portuguesas a adaptarem-se à mobilidade elétrica

Por EDP

Híbrido ou Elétrico: diferenças, vantagens e para quem se destinam

Por Ekonomista
Hyundai Kauai azul na estrada

KAUAI Hybrid: conheça o SUV híbrido Hyundai

Por Hyundai Portugal

Este modelo Hyundai está no Top 10 melhores carros para comprar

Por Hyundai Portugal
Design de conceito do Hyundai Vision T

Conheça o SUV híbrido plug-in com design inovador

Por Hyundai Portugal
Motor de carro Hyundai

Carros híbridos mais eficientes com Active Shift Control

Por Hyundai Portugal
Top