três carros hyundai estacionados

Investir em carros elétricos usados: sim ou não?

Ekonomista
Por Ekonomista 20 Outubro 2020  •  7 Minutos
três carros hyundai estacionados
Será que vale a pena o investimento em carros elétricos usados? Qual a sua fiabilidade e como funcionam as garantias? Descubra tudo no artigo.

 

Com o mercado dos veículos elétricos em crescimento, comprar carros elétricos usados passou a ser uma possibilidade a considerar.

 

O elevado preço de aquisição de um carro elétrico novo, especialmente quando comparado com um carro a combustão, é também um dos aspetos que tornam estes veículos usados numa opção a ter em conta.

 

Contudo, e uma vez que as dúvidas acerca dos veículos elétricos são ainda bastantes, comprar um carro elétrico usado pode parecer algo arriscado.

 

O objetivo deste artigo é perceber se comprar um carro elétrico usado é, ou não, um bom investimento.

 

Com o aumento de veículos elétricos em circulação, é normal que, ao longo do tempo, sejam cada vez mais os carros elétricos usados à venda em Portugal. Saber se vale a pena comprar um elétrico usado é essencial para fazer uma escolha acertada.

 

Conhece os pontos aos quais deve prestar atenção antes de comprar um elétrico usado? Será que os elétricos usados são carros fiáveis?

 

Se quiser conhecer as respostas a estas e outras questões relacionadas com o tema, leia este artigo.

 

Carros elétricos usados: o que deve saber

 

Em 2019, o mercado automóvel registou uma quebra de 2%. No entanto, neste mesmo ano verificou-se um aumento de 69% nas vendas de veículos elétricos, comparativamente com o ano anterior.

 

Os veículos elétricos vieram para ficar e, para quem considera o preço destes veículos demasiado elevado, comprar um usado por ser a opção ideal.

 

Mas será que vale a pena comprar um carro elétrico usado? É precisamente isso que vamos agora analisar.

 

Vale a pena comprar um carro elétrico usado: sim ou não?

 

Quem procura todas as vantagens de um veículo elétrico, mas não tem o orçamento necessário para adquirir um carro novo, pode optar por um elétrico usado e continuar a usufruir de vários dos benefícios associados a estes veículos.

 

Os veículos elétricos têm um custo de manutenção mais baixo, e o custo do carregamento é também mais baixo do que o custo com o abastecimento com combustível fóssil.

 

A sustentabilidade ambiental é também um dos motivos que muito pesa na tomada de decisão na aquisição de um carro elétrico.

 

O proprietário de um carro elétrico usado continua a usufruir da isenção do Imposto Único de Circulação (IUC) e do pagamento do estacionamento em determinados locais. Contudo, não pode usufruir do apoio do Estado para a aquisição de veículos elétricos.

 

As baterias elétricas, um dos grandes receios dos interessados em carros elétricos, têm demonstrado uma resistência e durabilidade elevadas. Mesmo passados vários anos, estas apresentam uma autonomia e qualidade surpreendentes.

 

Também várias outras peças destes automóveis, nomeadamente, travões, pneus e suspensão, apresentam uma enorme durabilidade devido à utilização menos intensiva, própria deste tipo de veículos.

 

A grande desvantagem dos carros elétricos usados é o facto da evolução tecnológica deste tipo de veículos ser muito acelerada. Assim, um elétrico usado com cinco anos será muito menos evoluído a nível tecnológico do que um modelo novo.

 

Se esta questão não for um problema, comprar um usado valerá, certamente, a pena.

 

Contudo, antes de avançar para a aquisição deste tipo de veículos, deve saber quais os aspetos aos quais deve estar atento, nomeadamente, quais os componentes a analisar.

 

O que analisar antes de comprar um carro elétrico usado

 

carro elétrico a carregar

 

Antes de adquirir um carro usado, há certos aspetos a ter em conta, tais como o aspeto do veículo, historial de manutenções, eventuais acidentes, entre outros.

 

Tudo isto deve também ser verificado num veículo elétrico usado. O estado geral do automóvel, assim como o historial de manutenção e acidentes, devem sempre ser verificados.

 

Vamos agora analisar alguns dos componentes e aspetos que devem sempre ser analisados antes da aquisição de um carro elétrico usado.

 

1. Autonomia

 

A autonomia dos veículos elétricos varia muito dependendo do modelo.

 

Tratando-se de veículos usados, estes poderão ser ainda de gerações iniciais e, consequentemente, terem uma autonomia reduzida.

 

É, assim, importante saber qual a autonomia do veículo através da capacidade da bateria elétrica do automóvel.

 

Uma bateria de 38,3 kWh, como a do Hyundai IONIQ Electric, tem uma autonomia de 311 km. Por outro lado, uma bateria de 64 kWh, como a do Hyundai KAUAI Electric, já apresenta uma autonomia de 484 km.

 

Se o trajeto que percorre diariamente for curto e pouco sinuoso, a autonomia não precisa de ser muito elevada.

 

Contudo, se o seu percurso diário consistir em viagens longas, nomeadamente, em autoestrada, provavelmente precisará de um veículo com uma autonomia elevada.

 

Tenha sempre em atenção as suas necessidades antes de adquirir o automóvel para evitar comprar um carro com uma autonomia insuficiente, obrigando-o a várias paragens para proceder ao carregamento do automóvel.

 

2. Bateria

 

A bateria é um dos componentes mais essenciais (e caros) de um veículo elétrico.

 

Atualmente, pode já não ser necessário substituir a totalidade da bateria, podendo ser apenas substituídos alguns dos módulos que compõem as mesmas.

 

Contudo, nem todas as baterias são constituídas por módulos, pelo que deve sempre conhecer o tipo de bateria do automóvel, e a sua capacidade.

 

Sendo a bateria de um carro elétrico um dos componentes centrais deste tipo de veículos, é fundamental que analise o estado da mesma antes de avançar com a compra.

 

Com o tempo e, principalmente, com os carregamentos e a circulação do automóvel, as baterias elétricas perdem a sua capacidade.

 

Posto isto, deve sempre fazer um test-drive para perceber se a autonomia real está muito distante daquela que é anunciada pelo fabricante.

 

É normal que seja um pouco inferior, mas uma percentagem considerável, como, por exemplo, 20% indica que a bateria já apresenta algum desgaste.

 

Não esquecer que alguns sistemas do veículo, como o ar condicionado, assim como o estilo de condução, podem diminuir significativamente a autonomia da bateria.

 

3. Carregamento

 

Tem as infraestruturas necessárias para o carregamento de um carro elétrico

 

Se pretender carregar o automóvel através de uma tomada doméstica, deve ter a disponibilidade para deixar o carro carregar durante mais que um dia completo.

 

Se necessitar de carregamentos mais rápidos, deverá apostar na instalação de uma wallbox em casa, por exemplo. Isto permitirá que o carregamento de 100% da bateria demore apenas algumas horas.

 

Deve ainda verificar se os cabos para carregamento do automóvel são compatíveis com as tomadas nas quais irá carregar o mesmo.

 

Verifique o estado dos cabos e da entrada para carregamento elétrico do automóvel. Se estas peças se encontrarem desgastadas, isto poderá significar futuros problemas com o carregamento elétrico.

 

4. Motor elétrico

 

O motor elétrico é bastante mais simples do que o motor a combustão. Se o motor elétrico apresentar algum problema, este será, na maior parte das vezes, detetado pelo próprio veículo.

 

Assim, deve verificar se o carro não apresenta erros ou necessita de alguma reparação através da verificação do computador de bordo.

 

5. Outros componentes

 

O estado dos pneus, pedais, travões, suspensão, por exemplo, devem ser analisados. À semelhança dos veículos a combustão, estes componentes podem apresentar algum desgaste.

 

Um desgaste irregular, ou em excesso, pode denunciar um mau estado geral do veículo.

 

De qualquer forma, estes componentes terão que ser substituídos com alguma periodicidade, mesmo que bastante inferior àquela que é necessária para os veículos a combustão.

 

Verificar o estado geral do interior do veículo é também importante. Se o interior não apresenta ter sido cuidado, o mesmo pode ser esperado para todo o veículo.

 

6. Manutenção

 

Os reduzidos custos de manutenção são uma das vantagens dos veículos elétricos.

 

Uma vez que não possuem tantas peças de desgaste rápido quanto os veículos a combustão, são menos as peças a substituir com frequência nos carros elétricos.

 

Contudo, deverá verificar se as manutenções programadas foram sempre realizadas e se foi necessário realizar outro tipo de manutenções. Isto poderá indiciar que o veículo teve, ou tem, algum problema, ou dar a entender o tipo de utilização do automóvel.

 

7. Garantia

 

A garantia do veículo, seja ele elétrico ou a combustão, irá depender do local onde este for comprado.

 

Se for comprado a um particular, este não é obrigado a dar-lhe garantia. Se for comprado num stand, terá o período de garantia contratualizado entre as partes.

 

Contudo, muitos dos fabricantes automóveis oferecem garantia de vários anos para o veículo e, no caso dos veículos elétricos, para as próprias baterias.

 

Comprar um carro elétrico num concessionário oficial poderá significar ter acesso a uma garantia alargada no veículo, ou na própria bateria.

 

Elétricos Hyundai

 

detalhe da mala do ioniq elétrico da hyundai

 

A Hyundai comercializa dois veículos 100% elétricos: o Hyundai IONIQ Electric e o Hyundai KAUAI Electric.

 

O Hyundai IONIQ Electric é o sedan elétrico da marca com uma autonomia de 311 km. A opção ideal para quem procura um carro elegante e com muita tecnologia.

 

No interior destaca-se o seu aspeto requintado, com um ecrã tátil de 10,25 polegadas onde pode ter acesso a várias informações, como o estado de carregamento da bateria. O painel de instrumentos é digital e composto por um ecrã LCD de 7 polegadas.

 

Em 54 minutos é possível carregar até 80% da carga total da bateria deste automóvel.

 

O Hyundai KAUAI Electric, por sua vez, é um SUV elétrico com uns impressionantes 660 km de autonomia em ciclo urbano.

 

Ideal para famílias ou para quem valoriza o espaço e o conforto, o KAUAI Electric tem uma bagageira com uma capacidade de 332 litros que pode chegar aos 1.114 litros quando se rebatem os bancos traseiros.

 

Com um interior igualmente sofisticado, o grande destaque deste automóvel é a sua tecnologia de condução elétrica. Para além da elevada autonomia, este carro é proporciona uma ótima experiência de condução.

 

O Hyundai KAUAI Electric atinge os 100 km/h em apenas 7,6 segundos, graças ao facto de o binário máximo estar disponível desde o momento em que o veículo inicia a marcha.

 

O sistema de travagem regenerativa deste automóvel, disponível em quatro níveis, permite não só preservar a autonomia, mas também carregar o próprio automóvel em andamento nos momentos de desaceleração do mesmo.

 

O IONIQ Electric e o KAUAI Electric podem ser adquiridos nos concessionários Hyundai.

 

Carros elétricos usados: valem a pena?

 

Sem dúvida que comprar um carro elétrico usado é uma boa opção. No entanto, recomenda-se que faça uma análise cuidada ao carro e ao seu estado, tal como faria para um carro a combustão.

 

Se estes veículos elétricos lhe despertam interesse, mas não tem o orçamento necessário para a aquisição de um veículo novo, contacte um concessionário Hyundai para conhecer as opções de elétricos usados da marca.

Tecnologia associada

Carros Elétricos Com uma bateria de grande capacidade terá toda a liberdade de que precisa.
Ekonomista
Ekonomista O Ekonomista é um publisher de referência nacional com expertise editorial na área de Motores. Como parceiros da Blue Academy, a nossa missão é descomplicar os temas relacionados com a eco mobilidade.
hyundai kauai a carregar - venda de Carros Elétricos

Portugal em 4º lugar na venda de Carros Elétricos na Europa

Por UVE
close-up na designação elétrico do ioniq

O que precisa de saber antes de comprar o seu primeiro carro elétrico

Por Ekonomista
bateria de um carro elétrico

O que precisa de saber sobre as baterias dos carros elétricos

Por Ekonomista
Carros 100% elétricos Hyundai

Principais diferenças entre um carro 100% elétrico e um a combustão

Por Ekonomista
Carro elétrico a carregar em posto de carregamento

Consumo de carros elétricos: os custos que deve ter em conta para planear uma viagem

Por Hyundai Portugal
Cartão Galp a ser usado em posto de carregamento

O que estamos a pagar quando utilizamos um posto de carregamento?

Por Galp
Veículo elétrico estacionado

Segurança dos carros elétricos: tudo o que precisa de saber

Por Ekonomista
Traseira do carro elétrico Hyundai KAUAI

Os carros elétricos poluem mais: mito ou verdade?

Por UVE
Hyundai faz parceria com o suiço Bertrand Piccard

Reforçada pesquisa de mobilidade ecológica

Por Hyundai Portugal

Como conduzir um carro elétrico: dicas para economizar a autonomia

Por Ekonomista
Aparelho wallbox a carregar um veículo elétrico

EDP ajuda empresas portuguesas a adaptarem-se à mobilidade elétrica

Por EDP
IONIQ é a nova marca da Hyundai para veículos elétricos

IONIQ: a marca para novos carros elétricos

Por Hyundai Portugal
Top